Carregando...


Fechar

China adota medidas para o setor imobiliário

09.07.2010

G1

China adota medidas para o setor imobiliário

SÃO PAULO - A Comissão de Regulamentação Bancária da China pediu aos bancos que adotem uma política de crédito imobiliário dinâmica e diferenciada, uma vez que os preços descontrolados da moradia pressionam o governo central.

Além de fazer a análise de crédito do tomador do empréstimo, os bancos devem levar em conta disparidades regionais e de mercado para definir as taxas de juros do empréstimo imobiliário, conforme nota do órgão regulador em sua página eletrônica.

A entidade também pediu que as instituições adotem medidas severas contra empréstimos imobiliários residenciais irreais em uma tentativa de minimizar os riscos.

A fim de evitar a especulação, o governo elevou de 40% para 50% do valor do imóvel a entrada a ser dada para a aquisição de uma segunda casa.

A decisão foi anunciada ontem, depois de um encontro entre o Conselho do Estado e o Departamento de Gabinete, presidido pelo premiê Wen Jiabao, na quarta-feira.

Já compradores do primeiro imóvel devem dar de entrada ao menos 30% do valor do imóvel se ele tiver mais de 90 metros quadrados de área.

De acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas da China, os preços das casas em 70 cidades grandes e médias do país aumentaram 11,7% em março, na comparação com um ano antes.

As informações são da agência estatal Xinhua.

(Karin Sato | Valor)

 

COMENTE ESSA NOTÍCIA | 0 COMENTÁRIOS
Seu comentário